Os enfermeiros e o Plano Nacional de Saúde

Ontem comemorou-se o dia Mundial da Imunização, uma prática que nasceu oficialmente com Jenner em 1797, com a vacina contra a varíola, doença que actualmente está erradicada.

A imunização é a seguir ao uso da água potável, a medida com mais impacto na prevenção de doenças na História da Humanidade e o custo/benefício do seu uso é incomparavelmente positivo, ou seja, uma medida realmente importante…

Nos dias de hoje as vacinas e sua administração estão organizadas, na maioria dos países incluindo o nosso, num esquema, que no nosso caso se convencionou chamar Plano Nacional de Vacinação (PNV), sendo que a implementação deste está tecnicamente entregue aos enfermeiros.

As evidências levam-me a crer que a eficácia da sua cobertura e seu sucesso, se devem ao facto de este ser o actor principal tal como a vontade política de que assim seja. Os enfermeiros provam, ano após ano, a sua maior habilidade para prosseguir políticas preventivas e capacidade de cumprir tarefas organizativas assim como assegurar a implementação das mesmas. Poderia dizer que nos “está no sangue”… talvez, mas também é fruto da nossa actividade diária que nos prepara para este género de acções.

Tal sucesso leva-me a querer extrapolar esta “experiência” para outros patamares: A aplicação de um modelo idêntico ao PNV no Plano Nacional de Saúde (PNS), principalmente nos quatro programas prioritários :

  • Prevenção e Controlo das Doenças Oncológicas
  • Programa Nacional de Prevenção da Infecção VIH/sida
  • Programa Nacional para a Saúde das Pessoas Idosas
  • Programa Nacional de Prevenção e Controlo das Doenças Cardiovasculares

Isto é, protocolar calendários e “obrigações” assim como deixar a cargo dos enfermeiros a sua organização e implementação.

À primeira vista pode parecer uma tarefa hercúlea, mas com um aumento do reconhecimento das competências dos enfermeiros, uma maior iniciativa por parte destes e os correctos incentivos ( dotação adequada e trabalho por objectivos) esta medida seria facilmente atingida.

Falarmos de dificuldades económicas não faz sentido quando isto é tudo um investimento com retorno garantido. Para a Vacinação existiu um congregar de esforços que levou ao seu sucesso… E para o resto… faltará vontade política?

Anúncios

Sem censura... mas sem ilegalidade e acima de tudo com o sentido de responsabilidade. Opiniões contrárias não são só aceitáveis... são desejáveis... mas for favor identifique-se, nem que seja com pseudónimo

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s