Dia 1 de Abril: o dia das não verdades.

Os partidos políticos mais proeminentes (PS e PSD) estão contra esta proposta de lei a versar a prescrição de medicamentos genéricos no melhor interesse do país.

Existe falta de médicos de família (link) porque o que é considerado Cuidados de Saúde Primários é uma área de competência específica da Medicina e são estes os mais vocacionados para esta área.

As polémicas novas à volta das leis que regem o aborto estão relacionados com os problemas éticos e não com uma nova e potencial fonte de receita de impostos.

Anúncios

One thought on “Dia 1 de Abril: o dia das não verdades.

  1. Em relação à falta de médicos nos cuidados de saúde primários, o Sr. Pizarro defendeu que com a medida de cerca de 500 médicos passarem a fazer 42 horas ao invés de 35 horas, se iria colmatar muitas horas de cuidados e mais 125 mil portugueses que poderão passar ter médico de família. Posteriormente, vem o sindicato independente dos médicos vem dizer que ele "esticou-se", e que esse aspecto "não é verdade". Apenas passarão a serem detentores de "mais horário para o Centro de Saúde"… E andamos nisto… Mas estarão verdadeiramente presentes nos centros de saúde 42 horas semanais? cumprem horários? Falta de: liderança, objectividade e de medidas necessárias, é o que se verifica nas politicas de saúde em Portugal.

Sem censura... mas sem ilegalidade e acima de tudo com o sentido de responsabilidade. Opiniões contrárias não são só aceitáveis... são desejáveis... mas for favor identifique-se, nem que seja com pseudónimo

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s