TOP dos artigos mais lidos em 2011 do IOM

O Institute of Medicine, uma organização sem fins lucrativos e de carácter independente, do outro lado do Atlântico, com o objectivo de aconselhar imparcialmente os vários decisores da área da Saúde, publica regularmente vários relatórios de interesse inegável(podem consultar melhor esta missão AQUI) porém, mais do que a missão o que tem publicado é que é digno de registo,podendo o leitor consultar a lista completa de publicações AQUI sendo um dos relatórios mais citados o “To err is Human: Building a Safer Health System”.

No entanto, como o título do post indica, quero deixar aqui a lista das publicações mais lidas do ano. Não deixem de consultar e já agora, como curiosidade, reparem qual é o relatório mais lido 😉
Aqui fica então:
Anúncios

4 thoughts on “TOP dos artigos mais lidos em 2011 do IOM

  1. Olá. Tens razão, fui subjectivo. Esse estudos advêm de um país com um sistema de saúde melhor estruturado que o nosso e com políticas de saúde transparentes e mais objectivas. Claro está que o papel do enfermeiro em Portugal está muito subaproveitado e os "chefes" não deviam ceder aos lobys de alguns e deviam aprender com os outros sistemas de saúde, como se desenvolveram os mesmos, como se tornam sustentáveis e as muitas dinâmicas positivas que se imprimem. Então quando coloquei este site com estatística era para dizer que um dos exemplos que provam que o papel do enfermeiro está subaproveitado é o facto de não se investir na presença dos mesmos e na potencialidade que estes podem dar ao sistema. E é um exemplo crasso o exemplo da formação de comissões para estudo de diversos problemas que surgem nos serviços e que impedem muitas vezes o tratamento adequado dos utentes, o que gera maiores custos ao sistema posteriormente. Ou a aposta nos cuidados de saúde primários na prevenção e vigilância da saúde das populações entre outros que estão definidos nesses estudos apresentados na América. Assim, se formos comparar os médicos de saúde familiar por cada 100 000 habitantes, os médicos especialistas por cada 100 000 habitantes,os farmacêuticos por cada 100 000 habitantes e os enfermeiros por cada 100 000 habitantes, observa-se que os enfermeiros são a classe que se encontra mais longe da média da União Europeia (é Europa vs Portugal, mas é um exemplo). E acredito que esta média na actualidade não seja muito diferente da apresentada. E assim se vê a não aposta nestes profissionais e nas suas potencialidades. As suas questões são pouco objectivas. Portugal tem enfermeiros formados em excesso e muitas vezes com má qualidade, mas tem poucos enfermeiros em diversos serviços, face às necessidades apresentadas. Outros profissionais diferenciados, é relativo, varia muito de serviço para serviço, mas o défice não é igual ao de enfermeiros na maioria das classes. Médicos, é evidente que existem em excesso em alguns locais e em défice noutros, e o que advém desta dinâmica é uma discussão extensa. E depois as desigualdades profissionais. As pessoas que estão no 4º 5º Ano de medicina são médicos, são profissionais? São remunerados para… Substituem pelo menos alguns ou estão a desenvolverem-se como potenciais profissionais?Vou responder sim à ultima questão, mas encarando que existem muitos profissionais que devem sempre ter e manter formação no seu contexto profissional, porque assim é que se desenvolve e aperfeiçoa o sistema. Alguns cursos tecnológicos são bons exemplos para o que falo.Tudo o que digo é aquilo que penso, pelo que reflicto diariamente. Sei que não sou detentor de grande experiência ou de uma visão integral a nível nacional/internacional, mas a analisar/discutir evoluo.

  2. Olá VitorNão percebi o queres dizer com a diferença de médias e as diferentes políticas.Achas que Portugal tem enfermeiros a menos ou a mais?E médicos?E outros profissionais diferenciados?E mais ainda… Achas que temos falta de pessoal de média qualificação(não licenciados) no nosso sistema de saúde?

Sem censura... mas sem ilegalidade e acima de tudo com o sentido de responsabilidade. Opiniões contrárias não são só aceitáveis... são desejáveis... mas for favor identifique-se, nem que seja com pseudónimo

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s