Consenso pelo Emprego na Enfermagem

Replico aqui o texto desta iniciativa (via Fórum Enfermagem) que também assinei, não concordando com alguns dos seus pressupostos mas com o objectivo da mesma que é incentivar uma maior regulação na oferta de profissionais face à procura dos mesmos:
Os signatários deste consenso consideram que o desemprego é o principal problema da Enfermagem Portuguesa.
Comprometemo-nos com medidas que venham a corrigir a situação de calamidade provocada por umadécada de falta de planeamento estratégico para o Ensino da Enfermagem. Exigimos que todas as estruturas políticas implicadas neste problema, adoptem medidas claras, determinadas e inequívocas com carácter de emergência:
  • O Plano Estratégico para o Ensino de Enfermagem (PEEE) ficou na gaveta. Exigimos que seja actualizado propondo uma redução progressiva de vagas para o curso de Licenciatura de Enfermagem. Uma vez que existem mais de 4.000 enfermeiros no desemprego ou prestes a emigrar, propomos redução de 10% já para o próximos ano lectivo;
  • As instituições de ensino superior adoptaram um comportamento meramente competitivo. Não existe uma política consertada para assegurar a sustentabilidade do curso e da profissão. Exigimos um consenso entre Instituições de Ensino Superior públicas e privadas onde se lecciona o CLE que permita anualmente determinar qual a percentagem de redução de vagas. Os números utilizados pelo IEFP não reflectem a realidade da empregabilidade dos enfermeiros inactivos, que migram ou que exercem outras atividades por falta de inserção profissional. Devem definir publicamente qual a quantidade de recém-licenciados que asseguram o ponto de equilíbrio entre a formação e a absorção do mercado. Os enfermeiros devem ter acesso a uma lista de instituições de ensino aderentes a este plano de salvação do ensino e da Enfermagem;
  • Cabe à Ordem dos Enfermeiros apurar os dados sobre a situação profissional dos enfermeiros em Portugal. Logo, solicitamos que se faça esse estudo direccionado a todos os enfermeiros, de forma a apurar a taxa de desemprego, potencial abandono da profissão e migração. Esse estudo deve ser apresentado até ao final do ano, se possível, ainda no terceiro trimestre;
  • Perante o ataque constante à dignidade da profissão, as entidades que representam os enfermeiros, devemdefinir uma tabela de valor remuneratório de referência para ser praticado em Portugal assim como um valor mínimo objectivamente considerado como digno e denunciar publicamente e agindo judicialmente e disciplinarmente sobre instituições e/ou enfermeiros que ofereçam, condições remuneratórias claramente indignas;
  • Exigimos que as entidades representativas dos enfermeiros apresentem e actualizem de forma sistemática uma lista com as instituições que apresentam mais queixas por más práticas de recrutamento de enfermeiros: atentados à dignidade dos candidatos, cunhas, contratos precários, despedimentos colectivos devem ser do conhecimento geral dos enfermeiros através desta Lista Negra do Recrutamento em Enfermagem. Não se conhece nenhum plano de apoio à inserção profissional dos enfermeiros em regime liberal, já vai sendo hora destas entidades criarem projectos que prestem auxilio na criação de projectos empresariais e/ou cooperativas de profissionais na área dos cuidados de enfermagem de forma a fixarem as mais-valias do seu trabalho, com especial atenção para os cuidados especializados.
  • Não menos importante, exigimos que a Ordem torne pública uma lista com todas as instituições de saúde que não adoptam nem cumprem com qualquer tipo de referências para dotações seguras nos cuidados de enfermagem. Por outro lado, propomos que a Ordem atribua um selo de qualidade às instituições de saúde que cumprem com dotações seguras de enfermeiros e apresentam indicadores que asseguram padrões de qualidade satisfatórios. A listagem de instituições deve ser actualizada periodicamente, ter acesso público e dado o devido conhecimento mediático.
Por último, os signatários desta petição mostram-se muito preocupados com a falta de vontade de colaboração conjunta das entidades responsáveis por termos chegado a esta calamidade pública na empregabilidade de enfermeiros. O país não aguenta mais formação de mão de obra qualificada cujo destino é a migração ou a inactividade com perda progressiva de competências. Esta é uma oportunidade para essas mesmas entidades se associarem fazendo deste consenso a sua base de trabalho para um plano de curto e médio prazo. Os enfermeiros vão saber quem são as entidades que assumem uma atitude responsável e quais são as outras…
Estamos fartos de esperar, estamos fartos de estar à mercê dos interesses dos outros…




Anúncios

2 thoughts on “Consenso pelo Emprego na Enfermagem

  1. Esta iniciativa é a maior patetice de 2012:Os senhores do Fórum Enfermagem julgam que vão resolver um problema desta natureza recorrendo a petições!O FE apoiou um bastonário bazófias, que prometeu resolver todas as maleitas da profissão, graças à sua ligação ao PSD!O FE, que já tinha apoiado a Maria Augusta Sousa, apoia agora o Germano, o tal que é turbo professor nas escolas cogumelo, as mesmas que inundaram o país de enfermeiros!O FE continua a fazer chegar às caixas de e-mail dos enfermeiros, anúncios de emprego que já terminaram no mês passado. Porquê? Assim também distribuem publicidade! Viagens, cursos da treta e pós graduações nas tais escolas de vão de escada… Alguém sabe quanto é que eles ganham com isso?O Mauro, como sempre, discorda de uma vírgula ou outra, mas embarca na aventura!Pedir 10% na redução das vagas em Enfermagem é tratar uma assistolia com atropina….Querer criar uma lista negra, é a cereja no topo do bolo…

Sem censura... mas sem ilegalidade e acima de tudo com o sentido de responsabilidade. Opiniões contrárias não são só aceitáveis... são desejáveis... mas for favor identifique-se, nem que seja com pseudónimo

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s