Manifestação contra a Troika

Não participei nem poderia participar numa manifestação com este lema pois a manifestar-me seria contra o Sistema que nos trouxe até aqui e não contra quem nos empresta dinheiro e nos “força” a fazer mudanças que do ponto de vista do Orgulho Nacional melhor seriam se tivéssemos sido nós mesmos a começá-las. Além disso cuspir na mão que nos dá de comer , dado estarem a emprestar-nos dinheiro que de outra forma tornaria a vida neste país praticamente inviável, nomeadamente a inexistência de fundos para pagar a qualquer funcionário do Estado, qualquer tipo de despesa, qualquer mísero troco que fosse, não me parece muito boa ideia nem do ponto de vista económico quanto mais moral…

De qualquer modo gostaria que a manifestação fosse em prol duma alteração das regras e não no sentido do cumprimento das regras…
Por exemplo ninguém propôs alterar o sistema eleitoral sugerindo círculos uninominais… Em que votamos directamente num qualquer deputado e não numa lista proposta por um partido. Tal permitiria maior responsabilização do deputado eleito e maior legitimidade do mesmo.

Ninguém propôs uma revisão constitucional em que se advogasse o défice ZERO do Estado, impedindo o endividamento do mesmo, sucessivamente,que culmina ciclicamente em pedidos de ajuda externa ( 3 vezes desde 1974 em Portugal).

Ninguém pediu diminuição do poder político e aumentando o dos cidadãos, assim como a responsabilidade de cada um, tendo em conta que homem nenhum consegue tomar decisões para toda uma nação sem uma grande possibilidade de erro… É pura e simplesmente impossível um Governo e um Parlamento tomar tais decisões… daí que seja necessário descentralizar as decisões e responsabilizar todos os actores do Sistema, de acordo com o seu nível de actuação.

Ninguém pediu medidas de maior eficiência que impliquem menor perda de empregos e melhoria da competitividade nacional.

Ninguém pediu a Revisão da Constituição acerca da Garantia de Direitos Materiais como Habitação, Emprego, etc etc… como se garantem este tipo de direitos????

E o que não percebi foi… quais eram mesmo as reivindicações dos manifestantes? Excepto a responsabilização e moralização da prática política como forma de “Dar o Exemplo” não percebi bem as outras.

PS: Seria mais fácil submeter-me ao silêncio e não entrar em confronto com as centenas de milhares de pessoas que se manifestaram ontem mas é importante saber se há coerência nas razões da manifestação e se de facto foram no melhor sentido, isto porque eu também me sinto enganado pelo programa eleitoral do Governo em que votei e que não está a ser cumprido mas não me revejo numa manifestação que propõe mais do mesmo mas sem se aperceberem disso.

A melhor forma de evitar Troikas e afins é sermos capazes de nos autosustentarmos, sem desculpas e com responsabilidade… saibamos aproveitar esta oportunidade histórica e de termos melhorado tantos nos indicadores de educação para perceber que não podemos continuar neste caminho de dependência… Aproveitemos a oportunidade e façamos história…

Anúncios

Sem censura... mas sem ilegalidade e acima de tudo com o sentido de responsabilidade. Opiniões contrárias não são só aceitáveis... são desejáveis... mas for favor identifique-se, nem que seja com pseudónimo

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s