O Futuro da Enfermagem e as Tecnologias de Informação na Saúde

O título do post retrata parte deste artigo apelidado “The Future of Nursing and Health IT: The Quality Elixir”(link) de Pamela T. Cipriano ( 2011)

A autora recomenda 8 propostas para fazer melhorar os cuidados de saúde, incentivando  o uso das tecnologias da saúde, por parte dos enfermeiros, numa iniciativa que se propõe melhorar a qualidade dos cuidados prestados e tudo o que isso implica ( acesso universal, igual, justo, adequado, seguro e com relação custo benefício óptima garantindo a satisfação de todos os actores envolvidos na saúde das pessoas).
E quais são? Já agora recomendo que leiam o artigo para consultarem a explicação de cada uma destas propostas. A negrito a tradução das propostas e a itálico o meu comentário

1. Eliminar barreiras quanto ao âmbito da prática.
Eliminar barreiras legais e administrativas que impedem o acesso dos doentes aos cuidados de enfermeiros, por exemplo acesso a uma vigilância adequada da gravidez, a um dispositivo de apoio na marcha ou a um analgésico ou uma referenciação adequada.

2. Expandir as oportunidades para os enfermeiros para liderar e difundir os esforços colaborativos de melhoria da qualidade
Distribuir mais justamente os fundos atribuídos à investigação na saúde assim como a inclusão de enfermeiros em grupos de trabalho para implementação e criação de redes de cuidados assim como na elaboração de normas clínicas ( que incluem bem mais do que medicamentos e meios complementares de diagnóstico…) 

3. Implementar modelos de internato para enfermeiros.
Por exemplo o MDP :Modelo de desenvolvimento profissional, tanto o desenvolvimento profissional tutelado (DPT: para certificação de especialistas) como o Ensino Profissional Tutelado ( EPT) para certificar competência para Enfermeiro… Já em curso mas com atrasos não imputáveis aos promotores…

4. Aumentar a proporção de enfermeiros com grau superior de ensino para atingir os 80% por volta de 2020.
Não aplicável no caso Português dado que o curso de Enfermagem confere o grau de licenciado 🙂

5. Dobrar o número de enfermeiros com doutoramento até 2020.
Quantos mais enfermeiros forem autónomos no ensino e na produção de Investigação , mais os enfermeiros poderão ajudar a melhorar a qualidade da Saúde em Portugal.

6. Assegurar que os enfermeiros se envolvem na aprendizagem ao longo da vida.
Pode ser atingido pela inclusão numa carreira ou numa possibilidade de progressão , caso seja incluída a necessidade de produzir investigação, quer pela certificação regular de competências, quer pela auditoria à prática de cuidados e gestão dos mesmos.

7. Preparar e capacitar os enfermeiros para liderar a mudança e promover a saúde.
Todas desde a 2 à 6.

8. Construir uma infraestrutura para colher e analisar os dados da equipa de cuidados de saúde.
A criação de um registo de saúde electrónico ( ou o nome que lhe quisermos chamar), onde os dados duma determinada pessoa ou comunidade estejam guardados e que possam ser usados na melhoria da gestão e acima de tudo na melhoria da prestação de cuidados( e melhor qualidade da saúde dos portugueses) deve ter dados produzidos por enfermeiros ( e não só) assim como analisar quais os cuidados prestados por todos os profissionais de saúde, para que isso seja atingido é necessário a criação de um resumo de dados de enfermagem e como tal facilitado e promovido o seu uso através de:
– Software construído em conjunto com os enfermeiros.
– Que seja fácil de usar( rápido e eficiente) e permita melhorar a qualidade dos cuidados de saúde.
– Que incorpore normas que permitam a comparabilidade de dados.
– Que seja incluído na prestação de contas das actividades das organizações de saúde.

Sem isto ( e muito mais) continuaremos sem perceber em que é que o Orçamento da Saúde é gasto, como é gasto e se podia ser mais ou menos e por quem,  assim como elaborar Guias de boas práticas ou normas de orientação clínica ( como lhes quisermos chamar) que sejam realmente centradas nos cuidados às pessoas.
Transparência, Justiça, Qualidade e Prestação de Contas é imprescindível…

Para leitura posterior (Consultar links clicando em cima do texto) deixo os documentos da OE relativamente à arquitectura dos sistemas de informação e resumos mínimos de dados de enfermagem.

Anúncios

Sem censura... mas sem ilegalidade e acima de tudo com o sentido de responsabilidade. Opiniões contrárias não são só aceitáveis... são desejáveis... mas for favor identifique-se, nem que seja com pseudónimo

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s