Projecto SMS

Fundada em 1969, a Tecnifar é uma empresa familiar com capital 100% português. Durante o seu primeiro período de actividade, entre 1969 a 1986, a Tecnifar pertenceu a um grupo de Companhias que incluíam o Instituto Luso-Farmaco e a Lusomedicamenta. Em 1986 a Tecnifar tornou-se totalmente independente.
O portfolio da Tecnifar é composto principalmente por produtos de prescrição médica para a área do Sistema Nervoso Central (tratamento da epilepsia, doença bipolar, esquizofrenia, doença de Parkinson, enxaqueca, depressão e ansiedade), Cardiologia (produtos para regular o colesterol, hipertensão, inibição plaquetária e diabetes), Alergologia (tratamento da asma, antibióticos), Reumatologia (AINEs, tratamento da osteoporose) e para a saúde da mulher além de outras áreas.
A Tecnifar produz (em regime de outsourcing) e vende os seus próprios produtos. Comercializa também medicamentos patenteados abrangidos por acordos de licenças de comercialização de grandes empresas de investigação: Angelini I AstraZeneca I HRA Pharma I J. Uriach I Menarini I MSD I Polichem  I UCB
Presentemente, está também a aumentar a sua gama de produtos OTC e Dispositivos Médicos.
Desde 2006, a Tecnifar tem vindo a tomar os seus primeiros passos na investigação e desenvolvimento de novos fármacos inovadores em parceria com uma empresa de biotecnologia Português, Technophage, para o desenvolvimento de vários projectos na área altamente inovadora e muito promissora de antibioterapia à base de bacteriófagos.
Em 2011 Tecnifar começou seu programa de expansão para outros territórios.  Actualmente, tem já os seus produtos registados em Moçambique através de parceria com um distibuidor local, Medimport. 2013 será o primeiro ano de promoção e venda dos medicamentos Tecnifar neste território africano. Além deste mercado, exportamos também actualmente para outros mercados africanos.
Ao nível da Responsabilidade Social, a Tecnifar tem actuado de forma cada vez mais consistente e progressiva. Enquanto Laboratório Farmacêutico Português, desde sempre dedicou especial atenção a esta área, prestando apoio a instituições sem fins lucrativos.
Motivado pelo crescente envolvimento dos parceiros e pelo empenho e dedicação demonstrados pelos colaboradores, espelho da imagem da empresa, o Grupo Tecnifar criou em 2006 o Projecto SMS – Solidariedade Médica e Social.       
 No actual panorama da Indústria Farmacêutica em Portugal, o Projecto SMS assume uma atitude de diferenciação pela positiva, apostando na proximidade com as pessoas. As acções no terreno, que mobilizam voluntários, recursos e equipamentos para as zonas mais desfavorecidas do país, promovem o contacto directo com as populações, reflectindo-se com grande impacto na auto-estima e no bem estar de todos os envolvidos – voluntários e população em geral.
O Projecto SMS tem como objectivo ajudar, de forma gratuita e humana, todos aqueles que, por razões geográficas ou sociais não têm fácil acesso a cuidados básicos de saúde, acções de sensibilização e rastreios. É com este intuito que o SMS mobiliza profissionais de saúde em regime de voluntariado para, junto de populações desfavorecidas ou com necessidades especiais, dar o seu melhor PELO MELHOR DE CADA UM .
 Desde 2006 a ajudar Portugal! Já chegamos a milhares de pessoas, estivemos em dezenas de localidades e connosco tivemos centenas de profissionais de saúde que voluntária e generosamente deram o seu tempo e o seu saber. Temos como objectivo continuar a crescer e chegar a cada vez mais e mais pessoas, sempre com o mesmo espírito e dedicação, que justificam a nossa missão: Pelo melhor de cada um.

 
Para cada região levamos um conjunto de especialidades adequadas às suas necessidades específicas. Para cada uma delas escolhemos em conjunto com a comunidade médica e entidade co-promotora local, quais as actividades mais adequadas à sua população:
Avaliações nutricionais;
Avaliações da tensão arterial;
Avaliações da glicémia e colesterol;
Acções Os Cinco Gestos de Socorro, em parceria com a ANAFS;
Densitometrias ósseas (de calcanhar);
Electrocardiogramas;
Espirometrias;
Medições do monóxido de carbono do ar expirado;
Medições do perímetro abdominal; 
Oximetrias;
Rastreios visuais;
Sensibilização para a higiene oral;
Sensibilização para a higiene geral;
Sensibilização para o planeamento familiar em parceria com a APF;
Sensibilização antitabágica. 
Amélia Pereira Coutinho, directora e mentora do SMS
Texto escrito a meu convite, acerca do Projecto SMS e da responsabilidade social das empresas. Agradeço, desde já, a colaboração. Participei no projecto em 2011 e é uma experiência incrível. Partilho convosco o meu testemunho (disponível no site do Projecto SMS):
Regressei hoje da 37ª acção do Projecto SMS (Solidariedade Médica e Social) promovido pela Tecnifar. Esta acção teve lugar na Escola EB 2,3 Dr. Pedro Barbosa em Viana do Castelo.
A título pessoal, experiência fantástica, pela aprendizagem, pelas relações, pela equipa fenomenal, unida, animada e motivada.
Obrigado à Tecnifar e à minha escola por nos permitirem estas experiências e obrigado a todos os que a partilharam comigo pelos momentos inesquecíveis.
Parabéns a todos os promotores da iniciativa, desde a Tecnifar (excelente exemplo da responsabilidade social que as empresas podem e devem ter), às escolas parceiras e à escola que nos recebeu (por ser uma escola activa, que se abre à sociedade e procura o melhor para os seus alunos), ao staff pela excelente organização e atenção a todos os pormenores.
Quanto a Viana do Castelo, cidade linda. Vale a pena visitar.
Resta esperar por uma próxima oportunidade de voltar a participar no projecto. Pelo Melhor de Cada Um.

Anúncios

13 thoughts on “Projecto SMS

  1. Sem duvida que quem mais enganou e mais roubou a empresa continua lá. É estranho , são mesmo uns meninos do coro, acreditam em todas as tangas desde que sejam contadas com convicção. No dia em que alguém decida xibar-se a sério aqueles gestores da treta até têm um enfarte ao saberem em quem depositam a sua idiota confiança.

  2. Sou um dos mais recentes despedidos. Não tiveram consideração nenhuma. Alegaram fim do posto de trabalho, mas a seguir contratam outras pessoas a pagar menos. Projectos sociais? Pulhas sem escrúpulos.

  3. Sou médico e prescrevi muito a este laboratório, pois tinha pessoas muito bem formadas, mas após os despedimentos de 2011 acabou. Aliás faço questão de sempre que posso diminuir-lhe os lucros. Já ganharam muito dinheiro à minha conta e não merecem. Nota: Gostei do sítio onde pudemos postar e partilhar esta situaç

  4. É verdade. Se a autoridade do trabalho estivesse atenta via que estes vermes mal despedem contratam logo outros, NO ENTANTO APRESENTAM COMO FUNDAMENTO para o despedimento a crise. Nojentos, mas não perdem pela demora.

  5. Estas acções servem para disfarçar os despedimentos colectivos que esta empresa tem efectuado, mandando para o charco do desemprego os seus colaboradores e suas familias.Portanto pensa bem antes de elogiar estes vermes.

Sem censura... mas sem ilegalidade e acima de tudo com o sentido de responsabilidade. Opiniões contrárias não são só aceitáveis... são desejáveis... mas for favor identifique-se, nem que seja com pseudónimo

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s